09
abr

Uma das perguntas mais frequentes dos pacientes para os médicos especialistas em coluna é qual o melhor colchão para as minhas costas. Nós passamos cerca de 1/3 da nossa vida na cama, e mesmo assim muitas pessoas desconsideram o efeito disto na nossa coluna. Dormir sobre um colchão ruim pode levar à uma postura desequilibrada, levando ao aumento da dor lombar e privação de sono. Isto pode não só levar a lombalgia, mas também afetar a saúde como um todo.

         Muitos pacientes perguntam se uma marca de colchão é superior ou melhor para a saúde da coluna. Apesar dos anúncios o levarem a acreditar que sim, não há bons estudos atualizados que documentem qual marca de colchão melhoram a qualidade do sono e diminuam os problemas com a coluna. Existem, entretanto, algumas dicas e guias que você pode seguir para facilitar sua escolha.

         Em alguns aspectos, a escolha do colchão segue uma preferência individual, mas é importante encontrar um equilíbrio entre o conforto e a sustentação adequada das costas. O colchão deve ser firme o suficiente para prevenir que você afunde, ao mesmo tempo que macio o suficiente para se adaptar às curvas normais do corpo. O objetivo é encontrar um colchão que mantenha a coluna em uma posição equilibrada. Colchões muito firmes podem causar pressão em pontos mais salientes do corpo enquanto que os muito moles causam estresse nos tecidos moles como os músculos e ligamentos, levando a um alinhamento ruim. Um colchão com sustentação e conforto irá propiciar que suas costas descansem durante a noite.

         Tente aprender você mesmo sobre os tipos de colchão e seus componentes. Não hesite em perguntar. Sustentação ou firmeza em um colchão é normalmente fornecido por molas internas. Estas são distribuídas em diversos padrões dentro do colchão para criar diferentes níveis de sustentação. O acolchoamento interno e no topo do colchão também influenciará no conforto.

         Avalie se o seu colchão atual precisa ser substituído. Em geral, colchão são bem caros, mas é um investimento relativo para a saúde da sua coluna. Verifique a superfície e o contorno do seu colchão atual. Flacidez visível é uma indicação de uma possível substituição. Vire e rode o seu colchão a cada 4-6 meses para assegurar um desgaste homogêneo em todas as superfícies.

         Altos preços nem sempre significam melhor qualidade ou melhores resultados. Apesar de que colchões mais grossos com mais molas e acolchoamento tendem a ser mais caros, isto não garante melhores resultados. Se possível, verifique a sustentação e a postura primeiro, o preço vem em segundo. Não se influencie por anúncios. Como dito anteriormente, não há estudos médicos sérios e significativos que apoiem algum tipo específico de colchão. Etiquetas que  dizem “colchão ortopédico” e “cientificamente comprovado” sempre irão influenciar consumidores a comprar o produto.

         Se possível, experimente antes. Se o colchão será utilizado por duas pessoas, tenha certeza que os dois testem na loja ao mesmo tempo. Em geral, lojas tem regras para testes e devolução, logo, tenha certeza sobre elas antes de comprar para uma potencial devolução se não estiver satisfeito.

         Preste atenção no seu travesseiro também. O travesseiro deve sustentar seu pescoço e permiti-lo descansar em uma posição equilibrada, centrado sobre o tórax e ombros. Usar mais de um travesseiro frequentemente tira a cabeça de uma posição equilibrada, causando dor no pescoço e nos ombros.

         Garantir uma boa noite de sono é importante, não apenas para a saúde da sua coluna, mas para seu corpo como um todo. Apesar de existirem fatores de difícil controle para manter uma postura confortável, seu colchão é algo que pode ser modificado para melhorar a qualidade do seu sono e controlar problemas nas costas e pescoço. Esta pode ser uma medida que melhorará sua qualidade de vida.

artigos7

0 Comments
FAQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>