full
#666666
http://www.nelsonastur.com.br/wp-content/themes/zap/
http://www.nelsonastur.com.br/
#95C11E

Cirurgia de Artrodese

 

tratamento1

 

       A cirurgia de artrodese com instrumentação para escoliose é um procedimento no qual a anormalidade em curva da coluna é endireitada e cada vértebra da coluna é fundida em apenas um único osso longo. Isto é normalmente feito com parafusos e hastes, chamado também de instrumentação, para manter a coluna reta enquanto a artrodese se cicatriza ou consolida.

 

Informações Gerais

      A cirurgia de artrodese é utilizada para tratar pacientes com escoliose congênita, idiopática e neuromuscular. Ela é normalmente indicada quando a curva atinge um grau que as medidas não cirúrgicas são incapazes de prevenir mais progressão da deformidade.

      O objetivo primário da cirurgia é prevenir e parar a progressão da curva. Com os avanços da tecnologia e dos implantes, os objetivos secundários são o equilíbrio do tronco sobre a bacia levando a um alinhamento normal do corpo e por fim a melhor correção possível da curva restante, dentro dos parâmetros de segurança neurológica.

     Os riscos associados com a cirurgia de artrodese para escoliose incluem infecção, sangramento e lesão de raízes nervosas ou da medula. Apesar de todos estes riscos serem raros, eles devem ser cuidadosamente discutidos com o cirurgião antes de se realizar o procedimento.

      Uma cirurgia de artrodese da coluna em escoliose em geral dura cerca de 4 horas, mas pode ser tão rápida quanto 3 horas ou longa quanto 6 a 8 horas. A duração da cirurgia depende da complexidade da deformidade e da saúde do paciente.

 

 

 

 

 

Considerações do Tratamento

           Pacientes que serão submetidos à cirurgia de artrodese da coluna devem ser avaliados por inteiro antes do procedimento. O paciente receberá cuidados de uma equipe completa de médicos e enfermeiros durante a cirurgia. Além da equipe de cirurgiões ortopédicos devidamente treinados em cirurgia de coluna e escoliose, a equipe consiste de um anestesiologista ambientado com cirurgia de deformidades da coluna, instrumentador cirúrgico e equipe de neuromonitorização fisiológica durante a cirurgia. Além disso, também compõe a equipe de sala as enfermeiras e técnicas de enfermagem familiarizadas com o procedimento e as necessidades do cirurgião.

            Na cirurgia, o cirurgião ortopédico realiza uma incisão (corte) para expor a coluna. A incisão pode ser feita pelo peito, chamado de abordagem anterior, ou pelas costas, chamado de abordagem posterior, a mais realizada em geral. Em alguns casos, é necessário a realização das duas abordagens, pela frente e por trás. Entretanto, na maioria das vezes, as cirurgias de correção de escoliose são realizadas por uma abordagem posterior.

            Uma vez que a coluna com escoliose foi exposta, parafusos de metal são colocados nas vértebras da curva. O cirurgião irá conectar estes parafusos através de uma haste longa, que por meio de manobras específicas, farão a correção da deformidade da coluna. Uma vez que a coluna foi endireitada, enxerto ósseo é colocado no local para estimular a consolidação e cicatrização óssea, resultando na artrodese. O corte é então costurado com sutura (pontos) que serão absorvidos naturalmente a medida que a cirurgia cicatriza. A funcionalidade da medula e dos nervos é monitorada durante todo o procedimento pela equipe de neurofisiologistas ou neurologistas.

           A maioria dos pacientes passam a primeira noite após a cirurgia na UTI apenas para monitorização e precaução, e receberão alta hospitalar para casa entre 5 a 7 dias. No dia seguinte à cirurgia, o paciente já é estimulado a andar sempre que possível.

           Em geral não são necessários outros procedimentos cirúrgicos após uma cirurgia de artrodese da coluna. Novas cirurgias só serão necessárias se ocorrer uma infecção, se os implantes de metal se tornarem proeminentes na pele, se a artrodese da coluna não se cicatrizar totalmente, ou se a curva continuar a progredir acima ou abaixo da área de artrodese. Todas essas situações são incomuns em crianças e adolescentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

Escoliose e a Coluna em Crescimento

Escoliose Congênita

Escoliose Idiopática

Escoliose Neuromuscular

Tratamento

Observação

Coletes

Cirurgia de Artrodese

Ressecção de Hemivértebra

VEPTR

 

 

 
default
Abrindo posts...
link
#878787
on
loading
off