full
#666666
http://www.nelsonastur.com.br/wp-content/themes/zap/
http://www.nelsonastur.com.br/
#95C11E

Escoliose Congênita

 Escoliose congênita é o tipo de escoliose decorrente do desenvolvimento anormal de uma ou mais vértebras da coluna da criança. As malformações em geral já estão presentes antes da criança nascer, ainda dentro do útero. 
 Como outros órgãos e sistemas se desenvolvem ao mesmo tempo que os ossos da coluna, pode acontecer também malformações de outros órgãos do corpo da criança. Os problemas congênitos mais comuns acontecem nos rins, coração e ouvidos. 
 A apresentação da escoliose congênita varia muito. Dependendo do número de vértebras envolvidas e na localização da deformidade, a curva pode seguir não detectada por muitos anos ou até que uma radiografia rotineira por outra causa seja feita. Curvas mais graves provavelmente serão detectadas logo na infância. A escoliose congênita tem a mesma frequência entre meninos e meninas.

escoliose-congenita

Tipos

As malformações congênitas dos ossos da coluna são separadas em dois tipos diferentes: falha de formação e falha de segmentação. A combinação dos dois tipos é chamada de mista.

• Falha de Formação

Falha de formação acontece quando parte da vértebra não se desenvolve. A vértebra acaba se comportando como um “calço” que desequilibra o desenvolvimento normal da coluna. Uma hemivértebra é um exemplo de falha de formação.
O grau e gravidade da escoliose devido a falha de formação pode variar de uma escoliose leve até grave.

 

escoliose-congenita1

• Falha de Segmentação

 

Falha de segmentação acontece quando uma vértebra não se separa da outra durante o desenvolvimento. Duas ou mais vértebras ficam fundidas em uma só. Em geral, as vértebras estão fundidas (ou coladas) em um lado só, o que leva ao crescimento normal apenas no 

lado livre, não fundido, e nenhum crescimento no lado fundido, o que irá gerar escoliose. 
 Assim como as falhas de formação, o grau e gravidade das curvas por falha de segmentação variam bastante.

Particularidades

 Curvas resultante de malformações congênitas podem se desenvolver em qualquer local da coluna. O grau da deformidade está diretamente ligado ao número e gravidade das malformações vertebrais. Estas curvas frequentemente estão em um segmento curto e terão uma angulação aguda, ao contrário das curvas em “S” ou em “C” típicos da escoliose idiopática ou neuromuscular. 
 A maioria dos pacientes com escoliose congênita terão uma coluna estável. Pelo fato de cada caso de escoliose congênita ser diferente, os médicos devem avaliar cada um individualmente para determinar o risco de progressão da curva e problemas associados com isso.

Quando procurar tratamento? 

Pessoas que notarem qualquer deformidade ou assimetria na sua coluna deveriam ver um pediatra ou médico especialista para fazer um exame geral para escoliose. Casos documentados de escoliose congênita devem ser tratados e acompanhados por um ortopedista ou profissional especializado no tratamento da escoliose congênita.

default
Abrindo posts...
link
#878787
on
loading
off