full
#666666
http://www.nelsonastur.com.br/wp-content/themes/zap/
http://www.nelsonastur.com.br/
#95c11e

Doença Degenerativa do Disco

Guia do Paciente para DOENÇA DEGENERATIVA DO DISCO

 

Descrição

A Doença Degenerativa do Disco (DDD) ocorre em muitas pessoas durante o processo natural de envelhecimento. Com a idade, os discos ou "amortecedores de carga da coluna” localizados entre os corpos vertebrais perdem sua elasticidade e podem levar um corpo vertebral a colapsar em direção ao outro. Essas vértebras desabadas, assim como o próprio disco, podem comprimir as raízes nervosas ou a medula espinhal, causando dor nas costas e/ou nas pernas.

 

Anatomia da Coluna

artigo_2_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sintomas

• Dor lombar baixa

• Enrijecimento das costas

• Dor que irradia para as pernas

• A dor normalmente piora com esforço físico ou muito tempo na mesma posição sentado ou em pé

 

Causas

• Mudanças naturais do disco pelo processo de envelhecimento

• Trauma

• Esforço repetitivo

• Tabagismo, obesidade e fatores hereditários levam à degeneração precoce

 

Anatomia do Disco

artigo_2_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Possíveis opções de Tratamentos

• Não Cirúrgico

Medicações e reabilitação (fisioterapia) são necessários com frequência. Ocasionalmente injeções ou infiltrações de corticóide são indicadas para alívio da dor. Cirurgia pode ser considerada para aqueles que não apresentam melhora significativa.

• Descompressão

Este procedimento cirúrgico baseia-se na remoção de toda ou porções da lâmina (arco posterior da vértebra), remoção de osteófitos (“bicos de papagaios”) e/ou alargamento dos forames para aliviar a pressão ou compressão das raízes nervosas ou medula espinhal. Esta compressão é frequentemente a causa da dor.

• Descompressão com Artrodese Posterolateral

Frequentemente, além da descompressão, o cirurgião irá realizar uma artrodese (fusão óssea) posterolateral através da instrumentação com parafusos e hastes associado à colocação de enxerto ósseo. Esta fusão aumenta a estabilidade da coluna.

• Artrodese Lombar Intercorporal Anterior (ALIF – Anterior Lumbar Interbody Fusion)

Este procedimento cirúrgico é feito pela frente, através do abdômen. Após feito a via cirúrgica e exposição dos elementos anteriores da coluna, o disco causador da compressão nervosa é ressecado. Uma vez removido, um implante em gaiola (cage) ou um espaçador ósseo é colocado no local do disco, entre os dois corpos vertebrais, e associado também à colocação de enxerto ósseo.

• Artrodese Lombar Intercorporal Posterior ou Transforaminal (PLIF – Posterior Lumbar Interbody Fusion / TLIF – Transforaminal Lumbar Interbody Fusion)

Mesmo conceito de artrodese intercorporal do ALIF porém o acesso à coluna lombar é feito pelas costas. Da mesma maneira, o disco causador da compressão nervosa é removido e substituído por um implante espaçador intercorporal. Compressão pela associação de parafusos pediculares nas vértebras envolvidas na fusão é adicionada à fixação.

• Artroplastia Com Substituição do Disco

Baseado na retirada do disco intervertebral e colocação de uma prótese de disco que irá preservar o movimento da unidade mecânica vertebral.

 

Osteoporose na Coluna

Doença Degenerativa do Disco

Ciática

Espondilolistese

Estenose

Trauma na Coluna

Tumores na Coluna

Escoliose

Hérnia de Disco

Problemas na Coluna

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

default
Abrindo posts...
link
#878787
on
loading
off